29 de set de 2008

Um brinde às velhas canções...

Pois é... as velhas musicas voltaram a falar do que sempre falaram....
na verdade elas sempre voltam... não resistem... os velhos temas são mais fortes.... sempre que elas resolvem falar de algo novo é só mostrar-lhes um único verso das velhas canções e nesse exato instante elas desistem de seus novos temas...
E o motivo eu já nem sei.... mas eu gosto assim.... ajuda a reforça o meu amor pelas velhas (ou nem tanto assim) canções... canções de amor, de amizade ou simplesmente o lalalinlinlinlonlonlonlon....
Já é primavera.. escolha a sua flor.... porque eu, há tempos já escolhi a minha!!!!
Por você eu faria isso mil vezes.....

vídeo bonitinho que eu achei....

26 de set de 2008

Post gigante pra Carol

(faz de conta que tá escrito ali quarta-feira, 24 de Setembro de 2008)

Hj é o dia da Carooolll!!! \o/
Florzinhaa....
como todos sabemos... não sou muito boa com palavras e talz.... então resolvi apelar....
fui atrás de gente mais inteligente que eu que tenha dito coisas inteligentes/fofinha que te demonstrem tudo que eu gostaria de dizer....

Não é amigo aquele que alardeia a amizade: é traficante; a amizade sente-se, não se diz.

Machado de Assis

A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro.

Platão


Se um dia te der uma louca vontade de chorar,
me chama...
Não te prometo fazer sorrir,
mas posso chorar com você.

Se um dia resolver fugir;
não se esqueça de me chamar,
Não te prometo convencer de ficar,
mas posso fugir contigo.

Se um dia te der uma louca vontade
de não falar com ninguém;
Me chama assim mesmo;
prometo ficar bem quietinha.

Mas...
Se um dia você me chamar e eu não ouvir...
Vem correndo ao meu encontro...
Talvez eu esteja precisando de você...

Sei lá quem escreveu mais é bonitinho (clichê.. porém bonitinho)


Quando nasce uma flor, ela recebe do sol a energia de que ela precisa, da água o oxigênio fundamental para sua sobrevivência e, claro, não poderíamos deixar de mencionar a terra de onde ela tira nutrientes que irão complementar tudo de que ela precisa para viver.

Essa flor, com o passar do tempo, poderá permanecer bela, com vigor, exalando o perfume característico de sua espécie, se tudo o que ela precisar continuar ao seu redor, ao seu alcance.

Quando vem a tempestade, ela irá lutar com as suas forças para continuar a sobreviver, pode até perder alguma pétala, mas ela é forte para seguir adiante até se recuperar, pois apesar de frágil, a vida, o instinto de sobrevivência fala mais alto e após essa experiência ela torna-se até mais mais forte do que antes.

Na nossa vida dá-se o mesmo, nascemos, crescemos e passamos por diversas situações que às vezes não sabemos o porquê nem a razão do que nos acontece, mas sabemos que depois elas nos tornarão mais fortes para outros momentos adversos que voltarem a surgir em nosso caminho.

A amizade é um bem precioso que surge na vida das pessoas quando menos se espera, tornando a nossa vida mais feliz. Compartilhamos muitos momentos com os amigos, com alguns mais do que com outros, por afinidade, por confiança ou por força de circunstâncias.
(tinha mais um pedaço depois disso mas ai era só asneira que estragava a parte bonitinha)

mais uma clichezinha porém de coração...

Eu desejo o suficiente . . .

Eu desejo o suficiente para você
Há pouco tempo, estava no aeroporto e vi mãe e filha se despedindo.
Anunciaram a partida, elas se abraçaram e a mãe disse:
- Eu te amo. Desejo o suficiente para você.
A filha respondeu:
- Mãe, nossa vida juntas tem sido mais do que suficiente. O seu amor é tudo de que sempre precisei. Eu também desejo o suficiente para você.
Elas se beijaram e a filha partiu.
A mãe passou por mim e se encostou na parede.
Pude ver que ela queria, e precisava, chorar. Tentei não me intrometer nesse momento, mas ela se dirigiu a mim, perguntando:
- Você já se despediu de alguém sabendo que seria para sempre?
- Já - respondi. - Me desculpe pela pergunta, mas por que foi um adeus para sempre?
- Estou velha e ela vive tão longe daqui. Tenho desafios à minha frente e a verdade é que a próxima viagem dela para cá será para o meu funeral.
- Quando estavam se despedindo, ouvi a senhora dizer "Desejo o suficiente para você". Posso saber o que isso significa?
Ela começou a sorrir.
- É um desejo que tem sido passado de geração para geração em minha família. Meus pais costumavam dizer isso para todo mundo.
Ela parou por um instante e olhou para o alto como se estivesse tentando se lembrar em detalhes e sorriu mais ainda.
- Quando dissemos "Desejo o suficiente para você", estávamos desejando uma vida cheia de coisas boas o suficiente para que a pessoa se ampare nelas.
Então, virando-se para mim, disse, como se estivesse recitando:
- Desejo a você sol o suficiente para que continue a ter essa atitude radiante.
- Desejo a você chuva o suficiente para que possa apreciar mais o sol.
- Desejo a você felicidade o suficiente para que mantenha o seu espírito alegre.
- Desejo a você dor o suficiente para que as menores alegrias na vida pareçam muito maiores.
- Desejo a você que ganhe o suficiente para satisfazer os seus desejos materiais.
- Desejo a você perdas o suficiente para apreciar tudo que possui.
- Desejo a você "alôs" em número suficiente para que chegue ao adeus final.

Ela começou então a soluçar e se afastou.
Dizem que leva um minuto para encontrar uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la,mas uma vida inteira para esquecê-la.


Minha linda flor.... EU DESEJO O SUFICIENTE PARA VOCÊ!!!
Sabe que te desejo tudo de melhor que a vida pode te oferecer... muito amor, muitos abraços, muitas risadas, dinheiro, e muuito doce de leite... =D

Adoro-te!!

22 de set de 2008

Uma música, um poema e uma primavera nova

Primavera (vídeo[tá meio ruizinho mas é o melhor que achei]) (letra [se preferir])
Formidável Familia musical

"Já é primavera escolha sua flor
Pode ser de qualquer cor
Entre na estação e vá pra onde for
Se for, eu vou
Eu vou cantar pra todo mundo ouvir
Vou cantar algo que é pra te fazer feliz
Te dar uma flor, tentar te ver sorrir
Ouvindo a melodia solta por aí
A linda melodia solta por aí
"


Primavera

Cecília Meireles

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.


Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.


Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.


Hoje fico sem finais... apenas com inícios... inicio da primavera (a tão esperada [por mim] primavera)... um talvez quem sabe inicio de coisas boas para pessoas queridas.... enfim... todo inicio é sempre bem vindo....

Boa noite!!

17 de set de 2008

Se ouço a sua voz mas fujo do olhar....

Ou pelo menos tento fugir. Tento em vão. Pois logo em seguida volto a olha-los. Parece mais forte que eu.
Na verdade seus olhos não me saem da memória. Dia e noite.
Desde quando todas as musicas falam sobre os olhos de um alguém? É essa a sensação que eu tenho.... ligo o mp3 e logo começa... "se ouço a sua voz mais fujo do olhar que me atrai..." (muda a musica) "Nenhum aquário é maior do que o mar/Mas o mar espelhado em seus olhos/Maior, me causa um efeito/De concha no ouvido, barulho de mar/Pipoco de onda, ribombo de espuma e sal" (muda musica de novo) "seus olhos e seus olhares milhares de tentações" (maldição... muda de novo)[assim por diante]
Credoooo... dá pra todas as musicas voltarem a falar do que sempre falaram??? tá que eu não costumava prestar atenção, mas eu gostava delas do jeito que eram quando eu comecei a prestar atenção. Não que eu tenha deixado de gostar por isso. hahahahaha
Eu só queria não me confundir assim. Continuar com aquela sensação de domingo de manhã ("por você eu faria isso mil vezes", conversa milassuntosporminuto e toda aquela saudade). Mas veio a segunda e me mostrou de novo que quando você pensa ter todas as respostas a vida vem e muda todas as perguntas! (de novo)
enfim... chega disso por hoje.... amanhã eu volto a me preocupar com isso.. hahaha

Apenas alguns recados... (me deu vontade do nada)
Murilo... te adoro seu chato... e to do seu lado pro que precisar... se não precisar to do seu lado do mesmo jeito.
Cauou... Linda flor.... adoro vc muito!!!! nunca esqueça que sempre que vc sentir vontade de ser abraçada, por menor que seja essa vontade eu sempre estarei de braços abertos!!
May.... Querida.. tente se livrar desses pensamentinhos chatos que rondam sua cabeça... deixe seus amigos preencherem seu coração por completo... até não sobrar espaço pra mais nada...
isa.... sinta-se abraçada... sempre sempre e sempre....
kzau (ele lê isso???).... vc é meu kzau preferido.. hahaha
Jackinho... Saudades suas.... sinta-se fortemente abraçado.. amo vc... vc sabe disso
Gi.. continue escrevendo garota....
e finalmente porém nem um pouco menos importante

Samy.... Por você eu faria isso mil vezes!!! Amo-te.

11 de set de 2008

Passeando pena net...

Que titulozinho de nerd né? mas que seja....
dias atras lembrei de um verso de um poema liiiiiiiiindoooo mas não havia google e nem memória que me fizesse lembrar das palavras exatas daquele poema pra poder achar ele e guarda-lo para todo o sempre....
até que de repente encontrei (ou melhor o google encontrou)....
o poema estava em um blog de um alguém completamente desconhecido.Mas eram liiindosaqueles versos, tão lindos quanto eu me lembrava. E só por curiosa que sou resolvi fuçar os outros textos do blog. Belíssimos textos.... e achei esse..... que eu gostei tanto que resolvi postar tbm... só de inveja.... (vai que alguem veste a carapuça)


Quanta dessa tua vontade não será fruto da tua insanidade?
Quanta dessa tua loucura não será, afinal, a tua grande aventura?
Quanto desse teu pranto não será, quiçá, o teu escudo, o teu manto?
Quanta dessa tua saudade não será a amostra da felicidade?
Quanto desse teu brilho não será estrada, não será trilho?
Quanto desse teu sorriso não será a fuga para o paraíso?
Quanta dessa tua ilusão não será o teu asfalto, o teu chão?
Quanta dessa tua utopia não será a tua realidade um dia?
Quantas dessas tuas expressões não serão amores, não serão paixões?
Quantos desses teus pensamentos não serão, no fundo, os teus tormentos?
Quantas e quantos, pouca importa a quantidade,
Importa sim saber que se pode ser eterno mesmo tendo vivido a efemeridade!

Fim

10 de set de 2008

Q q eu posso fazer???

queria ver se fosse vc..... hahahahahaha
perdão não pude evitar....
ta eu sei que 99,999999% de quem ler isso nem vai entender a piada.. hahahaha mas que é ótima é... hahaha
sério.. to enrolando mto pra postar aki
ontem eu pensei... amanhã eu posto (é assim???)
hj a caminho da aula pensei em algo (musica sempre me inspira)
pensei "na aula de ergonomia eu escrevo... aham.... sei.....

mas falar sobre o que???

Eu poderia falar sobre meus sentimentos, ou a falta deles
Eu poderia falar sobre meu feriado e sobre como é bom se sentir em familia novamente
Eu poderia falar sobre como as crianças crescem rápido
Eu poderia falar sobre coisas que me assustam
Eu poderia falar do medo que eu passei ontem
Eu poderia falar sobre a calmaria depois da tempestade
Eu poderia falar sobre dúvidas e incertezas
Eu poderia falar sobre você, a falta que me faz e em como
eu conto as horas pra poder te ver, mas o relógio tá de mal comigo
Eu poderia falar sobre a lista (aahnn... a lista!!)
Eu poderia falar sobre o que eu sinto ao parar ir a lugares ou fazer coisas que há muito não fazia
Eu poderia falar sobre tanta coisa....
Mas hoje não...
hj eu quero apenas Alívio Imediato