11 de set de 2008

Passeando pena net...

Que titulozinho de nerd né? mas que seja....
dias atras lembrei de um verso de um poema liiiiiiiiindoooo mas não havia google e nem memória que me fizesse lembrar das palavras exatas daquele poema pra poder achar ele e guarda-lo para todo o sempre....
até que de repente encontrei (ou melhor o google encontrou)....
o poema estava em um blog de um alguém completamente desconhecido.Mas eram liiindosaqueles versos, tão lindos quanto eu me lembrava. E só por curiosa que sou resolvi fuçar os outros textos do blog. Belíssimos textos.... e achei esse..... que eu gostei tanto que resolvi postar tbm... só de inveja.... (vai que alguem veste a carapuça)


Quanta dessa tua vontade não será fruto da tua insanidade?
Quanta dessa tua loucura não será, afinal, a tua grande aventura?
Quanto desse teu pranto não será, quiçá, o teu escudo, o teu manto?
Quanta dessa tua saudade não será a amostra da felicidade?
Quanto desse teu brilho não será estrada, não será trilho?
Quanto desse teu sorriso não será a fuga para o paraíso?
Quanta dessa tua ilusão não será o teu asfalto, o teu chão?
Quanta dessa tua utopia não será a tua realidade um dia?
Quantas dessas tuas expressões não serão amores, não serão paixões?
Quantos desses teus pensamentos não serão, no fundo, os teus tormentos?
Quantas e quantos, pouca importa a quantidade,
Importa sim saber que se pode ser eterno mesmo tendo vivido a efemeridade!

Fim

3 comentários:

  1. Oi,

    Antes de mais, quero dizer que me sinto muitíssimo lisonjeado por teres um poema meu no teu blog. Foi uma surpresa para mim...

    Fico feliz por gostares dos textos do blog. É bom saber que há gente que aprecia a nossa escrita. Acaba estimulando e incentivando a continuar a escrever.

    Obrigado por teres "escolhido" o meu blog e por teres colocado um texto meu no teu blog.

    Vou começar a passar mais vezes por este teu "cantinho", se não te importares.

    Bj

    ResponderExcluir

desabafa vai!!!