9 de nov de 2008

A noite mágica

Meses planejando ir... de galera... No fim fomos duas... mas foi incrível... tava com saudade de sair assim... eu e minha amiguinha =)
Enfim, algum tempo na fila depois... Pra falar a verdade estávamos um tanto quanto abaçaiadas com a demora... em busca de um porto pro meu coração
Mas compensou... ia começar.... mas primeiro as nuvens.... Quando minhas mãos tocam em você é como tocar o céu [tocar o céu], mas com os pés no chão.
Enfim a poesia prevalesce, vamos Harmonizar o tom, movimento som
Era tão incrivel a energia que tinha aquele lugar, aquelas pessoas todas juntas cantando aquelas musicas como se fossem um hinos... Camarada viva a vida mais leve Não deixe que ela escorregue Que te cause mais dor
Era realmente mágico... aquela musica que me envolvia, me libertava de todos aqueles sentimentos que me domiravam fora dali... Morrendo comigo na mão
A cada musica eu me permitia me afastar mais e mais do mundo lá fora uma fuga mesmo sabe? À margem de toda candura
A poesia nos envolvia... unia todo mundo ali dentro de uma forma inacreditável... Separô pra pensar no que a gente faria se não houvesse a poesia se não restasse farinha pro nosso pão!
A musica, a poesia, o circo e o treatro num misto de emoções e olhares reluzentes e encantados com tudo aquilo... E tudo que eu criar pra mim Vai me abraçar de novo semana que vem
Pra quem vc olhasse por todos os lados todos os olhos brilhavam maravilhados e sorriam alegres e encantados. E aquele sorriso de quem acabava de conhecer toda aquela magia... não acomodar com o que incomoda
Não conseguia ver, mas imagino como deviam estar os meus, extasiados. Quanta mudança Alcança o nosso ser Posso ser assim, Daqui a pouco não.
É bem melhor ficar ali, no meio da galera, principalmente ali naquele exato lugar... Que o teu afeto me afetou é fato Agora faça me um favor
Lembra daquele degrauzinho? ali, perto da grade, quase no meio, ali onde estivemos há uns 2 anos atrás, lembra? E foi até estranho, a gente nem deu conta Talvez na outra ponta, alguém pudesse pensar Menino vaga-lume, flor, menino estrela, a brisa mais forte veio te buscar
Obviamente me lembrei de vc, é inevitável. Quase no fim do show, como não poderia deixar de ser... Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você só enquanto eu respirar.
Claro que me afetou, aquela musica, naquele mesmo lugar, o exato lugar, e aquela musica que parecia estar sendo cantada pra mim, parecia feita pra mim... Enchendo a minh'alma d'aquilo que outrora eu deixei de acreditar
Emocionante. Fechar os olhos e ouvir tanta gente em uníssono aqueles versos tão marcantes.
E depois do Escandalo Curitibano, do carinho e da admiração, o poeta pena deixa desatar em nós todos os males até finalmente como uma lagarta se transformando em borboleta podemos dizer.... Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior
Saí de lá maravilhada...
é Sempre um prazer (re)ver O Teatro Mágico
E hoje...
Já se abre um sol em mim maior

Um comentário:

  1. Cheguei a perder a conta de quantas vezes me arrepiei ao longo do seu texto....
    e ao lê-lo me transportei, senti toda a emoção como se tivesse estado lá!!!
    e claaaaro...lembro-me exatamente dakele degrauzinho perto da grade!!!
    beeeeeijo coração!!!
    Amo-te

    ResponderExcluir

desabafa vai!!!